Nova Mutum, 25 de Junho de 2019
DÓLAR: R$
Logomarca

Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018, 22h:47 | A | A

Entretenimento

PERSONALIDADES SÃO HOMENAGEADAS COM HONRARIA O SEMEADOR; CONFIRA AS FOTOS

Por: Assessoria

Foto: Assessoria

Foto: Assessoria

A Prefeitura de Nova Mutum homenageou, na noite da última sexta-feira, 14, nove personalidades com a Honraria ‘O Semeador’. A cerimônia foi realizada no auditório do Sindicato Rural e reuniu além dos homenageados, autoridades locais e convidados.

Instituída através da lei municipal 1.945/2015, a Honraria tem por objetivo agraciar pessoas que ao longo de sua vida semearam sementes do bem que resultaram em benefícios coletivos à comunidade.

Até agora apenas o desembargador e então presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Paulo da Cunha, havia recebido a honraria, pelos relevantes trabalhos prestados ao Estado e Nova Mutum com a destinação de recursos na ordem de R$ 9 milhões para construção da nova sede do Fórum da Comarca de Nova Mutum Mutum e ampliação das Varas.

Nesta edição o prefeito Adriano Pivetta optou por conceder a homenagem a personalidades que tiveram papel ímpar nos 30 anos de Nova Mutum. "Cada uma dessas pessoas homenageadas lançaram aqui suas sementes do bem e com certeza trouxeram resultados expressivos para a nossa comunidade", enfatiza. Uma comissão de Honraria avaliou e aprovou os nomes homenageados.

Adriano Pivetta explica ainda que ao longo desses 30 anos outras pessoas foram fundamentais no processo de desenvolvimento do Município e que em outras oportunidades essas pessoas serão homenageadas. "Sem dúvida, existem inúmeras pessoas que deixaram suas sementes do bem aqui nesta terra promissora, como esta honraria vai ocorrer todos os anos, essas pessoas terão a oportunidade de também serem reconhecidas pelo seu valor", destaca.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

A Cerimônia foi marcada pelo sentimento de emoção dos homenageados e convidados. Antes de receberem a honraria, o mestre cerimônia fazia a leitura da biografia de cada um dos agraciados. Simultaneamente imagens eram apresentadas nos telões, relembrando através de fotos antigas, momentos marcantes da vida dos homenageados.

Cada um recebeu das mãos do prefeito Adriano Pivetta e do vice-prefeito Leandro Félix o Certificado da Honraria e a Estatueta do Semeador, sendo esta a mais alta honraria concedida pelo Poder Executivo Municipal.
O Hino de Nova Mutum foi cantado pela primeira vez na história em uma cerimônia oficial da cidade, pelo autor da letra e musica, Luiz Pedro Franz juntamente com seus filhos.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Ao término do evento, a organização preparou uma grande surpresa a todos com a apresentação de um Flash Mob, que é um grupo de pessoas que surgem cantando de pontos diferentes do ambiente. O Musical teve as canções ‘Tocando em Frente’, ‘Amigos para Sempre’ e ‘Esperança’.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Conheça os Homenageados:

Alaor Antonio Zancanaro,

pioneiro e integrante dos primeiros desbravadores.

Nascido em 1935 em Estação Getúlio Vargas-RS, casado com Adeline e pai de três filhos, Alaor Zancanaro é agricultor e um dos colonizadores de Nova Mutum. Na juventude, atuou como projecionista no cinema Cine Luz de Caçador-SC. É cinéfilo (amante e estudioso de cinema) até os dias de hoje e mantém um museu pessoal com milhares de artigos e fotos sobre o tema.

Em 1958 passou a empreender no setor de transporte de cargas em geral. Foi sócio fundador de fábrica de pasta mecânica (matéria prima para produção de papel) no Paraná e em seguida atuou no setor administrativo da Empresa Reunidas S/A – Transportes Coletivos, em Chapecó. Naquela cidade, destacou-se por sua atuação em diversas entidades da sociedade civil e em diversos projetos como a construção de rodovias e pontes e a implantação do frigorífico de aves da Sadia S/A.

Em 1972 foi convidado a conhecer o Mato Grosso, onde então, com seus sócios,adquiriu uma área de terras em Barra do Garças/MT. "Eu botei na cabeça que devia colonizar, que devia trazer o pessoal do Sul para o MT," comenta. Alaor conheceu a região de Nova Mutum e com seus sócios fundou a empresa Colonização e Melhoramentos Tropical Ltda, a qual sob seu comando desbravou áreas em Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso, com destaque para os projetos de Colonização São Manuel, Projeto Vale do Verde e Projeto Tropical.

Com o objetivo de desenvolver plantio de arroz, soja, milho e pecuária de corte, em 1980 implantou a Fazenda Japuíra, em Nova Mutum. Mais tarde implantou outras fazendas. Também teve atuação destacada no cargo de presidente da Associação dos Beneficiários da Rodovia da Produção, com a missão de administrar a implantação e pavimentação asfáltica da referida Rodovia (Rodovia MT-235, trecho

Nova Mutum – Santa Rita do Trivelato), em parceria com o Estado e municípios envolvidos. Atualmente dirige seus negócios e participa ativamente da sociedade como membro da diretoria da Orquestra Jovem de Nova Mutum e Diretoria da Associação dos Beneficiários da Rodovia da Produção.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Alcindo Uggeri,

pioneiro, integrante da equipe pró - emancipação do município.

Gaúcho natural de Ijuí, Alcindo Uggeri é economista de formação e atua no agronegócio. Mudou-se para Entre-Ijuí-RS,onde trabalhou na juventude como bancário e também como diretor administrativo em um empresa da família de comércio, exportação e agricultura.

Casado com Enide e pai de dois filhos, Alcindo trocou uma vida de conforto no Rio Grande do Sul pela aventura de desbravar o Mato Grosso. "Eu sempre achei que tinha que sair de lá, porque o mundo estava ficando muito pequeno", disse no livro Conquistas da Coragem, de Taisa Pivetta Tissiani, sobre a migração do sul para o Nova Mutum. Em novembro de 1975 deu início aos trabalhos na terra adquirida em Nova Mutum, na época com 36 anos de idade. Começou do zero, sem nenhuma benfeitoria na propriedade, com plantio de arroz.É considerado o primeiro produtor da região a trabalhar somente com grãos. Contrariando os conselhos dos demais fazendeiros locais, não quis mexer com criação de gado.O que parecia teimosia acabou dando certo.

Sempre foi uma liderança atuante, tendo sido vice-prefeito por dois mandatos (1993-1996 e 2005 a 2008). Na sociedade civil organizada atuou à frente de diversas entidades e cooperativas, entre elas o Sindicato Rural, a CrediMutum (hoje Sicredi Ouro Verde) ea Coopermutum. Atualmente preside a Associação Cultural e Social de Nova Mutum (mantenedora da Orquestra Jovem de Nova Mutum). Já foi eleito Empresário Destaque de Nova Mutum – prêmio realizado pela Acenm/CDL.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Alfredo Cristiano Horn,

primeiro, vereador na década de 80 ainda quando Nova Mutum era distrito do município de Diamantino.

O popular Alfredão foi um dos primeiros agricultores da região e o único vereador de Diamantino residente no então distrito de Nova Mutum. É natural de Estrela-RS (1951), casado com Janete e pai de dois filhos. Mudou-se para Nova Mutum em 14 de julho de 1978, sendo o segundo produtor rural a se instalar na 1ª etapa de colonização da Mutum Agropecuária.

Começou plantando arroz, cultura esta que passou por dificuldades de produção, levando a testes de novas culturas. Na ocasião, Alfredo Horn fez um experimento com soja e conseguiu colher 52 sacos por hectare, de 1979/1980, o que o pioneiro considera ter sido o primeiro experimento mutuense com a oleaginosa.

Em 1982 foi eleito vereador de Diamantino em um mandato que se estendeu até 1987, quando teve início a mobilização pela emancipação de Nova Mutum. Alfredão participou da comissão de emancipação e foi o primeiro presidente da Associação Comunitária e também da Associação Recreativa. Foi o segundo patrono do CTG e fundador do primeiro grupo de danças folclóricas gaúchas. Participou da direção da comunidade Santo Antônio, onde ajudou a construir a igreja.

"Sinto orgulho de ver o que aquele cerrado se tornou. Nós não imaginávamos na época que seria isso tudo. Muita satisfação de ver que o Brasil todo se admira com Nova Mutum".

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Claudio Luiz Perin,

autor do Brasão do Município, símbolo oficial.

Nascido em Caxambu do Sul-SC no ano 1962, o autor do Brasão Oficial de Nova Mutum, Claudio Luiz Perin, mudou-se para o município no final da década de 1980 e aqui residiu por três anos.Atuou como funcionário público na Secretaria Municipal de Obras, no cargo de chefe do departamento de serviços urbanos, comandado pelo então secretário de Obras e vice-prefeito Francisco Pinardi de Moraes.

Claudio relata que para desenhar o brasão, antes dos modernos softwares de desenho gráfico, utilizou técnicas de CPD e desenho à mão. Entre suas atividades, Perin tinha um ateliê de desenho, fazia projetos arquitetônicos, pinturas de placas, letreiros e comunicação visual em geral. Pai de dois filhos, atualmente reside em Florianópolis-SC e diz sentir saudades de Nova Mutum.

O Brasão Oficial de Nova Mutum, também escolhido por meio de concurso, tem em sua simbologia das datas 26.11.81 e 04.07.88, que são a data de criação do Distrito e a data da emancipação, respectivamente. No escudo há representações da agricultura, pecuária e agroindústrias, da BR 163 e também do elemento humano, que com seu trabalho modificou a paisagem. Na parte superior temos a inscrição universal DEUS SEJA LOUVADO, simbolizando a fé e a religiosidade do povo. Sobre o escudo, a representação de uma torre, simbolizando a vigília das comunidades sobre todas as representações do escudo.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Francisco Pinardi de Moraes,

pioneiro, desbravador, primeiro vice-prefeito de Nova Mutum e recente doador de expressiva área onde será instalado um novo Parque Industrial.

Nascido em Espumoso-RS em outubro de 1946, Francisco Pinardi de Moraes mudou-se para Nova Mutum no ano de 1980. Casado com Geni Parizotto de Moraes e pai de três filhos, é agricultor desde a juventude no Rio Grande do Sul, onde também trabalhou com pecuária.

Na década de 1980, integrou a comissão que atuou pela emancipação do município. Foi o primeiro vice-prefeito de Nova Mutum, na gestão de Boleslau Dziachan (1989 a 1992) – chapa de consenso eleita em 15 de novembro de 1988. Além de vice-prefeito, Francisco Pinardi também foi responsável pela pasta de Obras do município. Entre outras atividades sociais, presidiu a comunidade católica.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Frederico Ribeiro Krakauer,

neto do pioneiro e desbravador José Aparecido Ribeiro (in memorian) e recente doador de expressiva área onde será instalado o Parque Tecnológico de Nova Mutum.

Neto de José Aparecido Ribeiro – colonizador de Nova Mutum – Frederico é empresário do ramo do agronegócio e também dos setores imobiliário e tecnológico. É formado em Administração de Empresas pela FMU e cursou pós-graduação em Negócios Imobiliários na FAAP. Atualmente é presidente do Grupo Ribeiro e das empresas Mutum Agropecuária S.A., Praias Paulistas S.A., JAR Empreendimentos, UNIK BR Negócios Imobiliários,RK Negócios e Participações, Biofaz, além de sócio em empresas de tecnologia e inovação.Foi vice-presidente da Associação dos Empresários da Amazônia.

As responsabilidades de Frederico iniciaram cedo, desde os 14 anos já trabalhava com seu avô no escritório. Em dezembro de 1994 seu avô José Aparecido Ribeiro faleceu e ele assumiu os negócios da família com 19 anos.Ao longo de sua carreira, sempre esteve à frente das empresas do Grupo familiar e empreendeu com empresas próprias.

Mantendo uma relação muito estreita com a cidade de Nova Mutum e com a comunidade, sempre buscando o desenvolvimento econômico ao trazer novas empresas e engajado na área social, fundou a Orquestra Jovem de Nova Mutum em parceria com o Maestro Leandro Carvalho, Sr. Luiz Divino da Silva, sociedade civil, empresas e poder público de Nova Mutum.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Jair Martins de Arruda,

integrante da equipe dos primeiros desbravadores, primeiro subprefeito de Nova Mutum, na década de 80 ainda quando Nova Mutum era distrito de Diamantino.

Nascido em Adamantina-SP no ano 1951, Jair Martins de Arruda foi o primeiro e único subprefeito de Nova Mutum, quando ainda era um distrito de Diamantino, na gestão do prefeito Darcy Capistrano de oliveira filho. Jair, a esposa Terezinha e as duas primeiras filhas do casal mudaram-se para Nova Mutum em 1979 – antes ainda de ser um distrito – e residem aqui até hoje. Logo que chegou Jair passou a trabalhar na administração da Mutum agropecuária, que já fazia a colonização desde 1978.

Da Mutum Agropecuária foi para a Emater (atual Empaer - empresa Mato-Grossense de pesquisa, assistência e extensão rural), onde trabalhou sob o comando de Jonas Pinheiro. Em agosto de 1984 foi criada a subprefeitura e Jair foi nomeado subprefeito, permanecendo na função até a emancipação. "nós já estávamos trabalhando antes para criar o distrito, desde quando tinha só 15 famílias na vila."

Quando deixou a subprefeitura Jair trabalhou por alguns anos na iniciativa privada. Posteriormente trabalhou na segunda gestão do prefeito Boleslau Dziachan (1997-2000), nas primeiras gestões do prefeito Adriano Pivetta (2001-2008) e no cartório eleitoral.

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Laismara Tasca,

vencedora de um concurso municipal que a tornou autora da Bandeira, símbolo oficial de Nova Mutum.

Nascida em Marau-RS no ano de 1964, a criadora da Bandeira de Nova Mutum, Laismara Tasca, veio com a família para cá em 1987. Vivenciou a emancipação do município e seus primeiros anos de desenvolvimento, época em que atuava como professora do ensino fundamental e médio na então escola estadual Isabel Pinto de Campos. Mudou-se para Cuiabá em 1991, porém seus pais – Severino e Ceris Terezinha – e irmãos residem até hoje em Nova Mutum. É casada e mãe de três filhos.

Formada em Educação Artística com habilitação em artes plásticas, com especialização em "Arte Educação" e em "Arte e Comunicação Visual", atuou como professora da UFMT nas faculdades de Arquitetura e Urbanismo e Educação Artística. Atualmente é professora na Unic e funcionária pública estadual – efetivada Seduc/MT, onde atua como professora de Artes, entre outras atuações no ensino.

Sobre a criação da bandeira, Laismara relata uma curiosidade: "Quando houve o concurso para a idealização da bandeira ficamos eu e meu irmão Marco Aurélio discutindo quais os elementos que deveriam aparecer... as matas, as plantações, o firmamento, o horizonte, o céu azul, mas principalmente o sol e a semente, o elemento principal e idealizador. Deveria ser um elemento único, sol e semente em um só. E como se saberia que era uma semente e não somente o sol? Então a ideia da semente se abrindo e brotando iluminada pelo sol amarelo, cor do ouro, riqueza, prosperidade, como Nova Mutum emancipada e brotando. Então surgiu o desenho da bandeira de Nova Mutum."

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Luiz Pedro Franz,

pioneiro, autor da letra e música do hino de Nova Mutum, símbolo oficial do município.

Natural de Chapecó-SC, 1961, mudou-se com esposa e dois filhos para Sorriso-MT em 1988, onde trabalhou na educação e na cultura e sagrou-se vencedor do concurso que escolheu o hino oficial daquele município. No ano seguinte mudou-se para Nova Mutum, onde foi novamente vencedor do concurso para escolhido hino municipal(1990), com a criação de letra e música. Aqui teve mais três filhos, atuou como professor, funcionário público e empresário do ramo imobiliário. Atualmente exerce a advocacia.

Músico profissional na juventude em Santa Catarina, Luiz Pedro Franz foi regente de corais na Igreja Católica e na área pública e chegou a gravar um LP como integrante da dupla sertaneja Tiago & Tobias, que vendeu cerca de 15 mil discos no Brasil nos anos 1980. Foi também uma liderança política desde a juventude em Santa Catarina.

Sua formação educacional inclui Licenciatura em Ciências Sociais(1983), Licenciatura em Geografia (1987), Pós Graduação em Gerente de Cidade (1999),

Bacharelado em Direito(2010) e Pós Graduação em Direito Agroeconômico (2010).

A experiência profissional contempla atuação como professor de ensino fundamental e médio em Santa Catarina (1980 a 1987) e em Sorriso (1988), chefe do Dpto de Cultura do Município de Sorriso (1988), chefe de Gabinete do Município de Nova Mutum (1989 a 1992), professor de ensino médio em Nova Mutum (1989 a 1992), secretário de Administração do Município de Nova Mutum (1997 a 2000), professor de ensino superior em Nova Mutum (2002 a 2003), empresário do ramo imobiliário (1992 a 2010) e advogado com escritório de advocacia próprio (2011 até hoje).

O currículo de Luiz Pedro inclui ainda diversas atividades sociais e culturais, entre as quais a Patronagem do CTG Recordando os Pagos (Sorriso, 1988), Patrão do CTG Porteira da Amazônia (Nova Mutum, 1990-1991) e a presidência da Associação Comercial de Nova Mutum (1991 a 1993).

Passadas quase três décadas da composição, Luiz Pedro recorre aos versos do Hino de Nova Mutum para recordar e explicar a razão do sucesso do município: trabalho e união. "Não se teme o futuro enquanto há mãos calejadas. / A Mãe Terra produzindo, vendo os filhos de mãos dadas."

Foto: Assessoria

Homenagem O Semeador

Confira as fotos do evento:

COMENTÁRIOS





ENQUETE POWER MIX

Você faz alguma atividade física regular (mais de 2 vezes por semana)?