Nova Mutum, 23 de Abril de 2019
DÓLAR: R$
Logomarca

Quinta-Feira, 07 de Fevereiro de 2019, 11h:28 | A | A

POLÍCIA INVESTIGA

Sorriso: Tatuador volta a ser detido por suspeita de receptação

Jovem foi conduzido à delegacia para novamente prestar esclarecimentos sobre um notebook

Por: Portal Sorriso

Foto: Portal Sorriso

Foto: Portal Sorriso

O tatuador Eberson Ávila da Silva, de 26 anos, que havia sido liberado pela polícia após comprovar que não teria praticado crime de receptação, voltou, na manhã desta quinta-feira (7), a ser conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos sobre um notebook supostamente furtado.

O rapaz foi detido pela Força Tática hoje quando estava em casa. O notebook citado na ocorrência foi apreendido e também levado à delegacia. A suposta proprietária do aparelho acionou a polícia ao repassar características e alegar que é a dona.

Porém, segundo o advogado de defesa do tatuador, Marcos Rogério Mendes, é preciso, ainda, que a suposta proprietária do notebook apresente nota fiscal, bem como o boletim de ocorrência sobre o furto do aparelho.

“Estamos surpresos com essa situação até porque ele esteve aqui na delegacia e, logo em seguida, foi liberado. Ele é um tatuador, um trabalhador. Olharam os equipamentos dele e liberaram ele. O crime de receptação precede de um furto ou um roubo e isso precisa ser provado pelo boletim de ocorrência desse equipamento e a nota fiscal”, frisou o advogado.

Eberson Ávila da Silva foi detido no dia 29 de janeiro por suspeita de receptar o notebook em troca de tatuar um rapaz de 18 anos, que também foi preso na semana passada.

Porém, no dia seguinte, 30 de janeiro, o tatuador foi liberado ao comprovar que que todos os aparelhos encontrados na residência dele, como celulares, tablet, máquina fotográfica e outro notebook, são de sua propriedade.

A Polícia Civil passa a investigar se o tatuador  adquiriu o notebook mesmo sabendo que ele é oriundo de furto.

Segundo o major PM Inácio, a proprietária do notebook o reconheceu ao ver imagens dele na imprensa e repassou à polícia informações, incluindo o ID (Protocolo de Internet).

Para a PM, o tatuador, segundo o major, disse que “comprou o notebook de terceiros”. O furto do aparelho teria ocorrido no mês de setembro. “Por isso, é importante que a vítima registre boletim de ocorrência e guarde números de identificação do produto”.

GALERIA DE FOTOS

COMENTÁRIOS





ENQUETE POWER MIX

Você faz alguma atividade física regular (mais de 2 vezes por semana)?